No centro do Isolamento
Domingo, 10 de Julho de 2005
Sentenças...
solitude.jpg

Não há esperança que me sustente
Nem amor que aguente
O trágico fim em desperdício
Que me tornei de repente…


publicado por V. Pimenta às 16:35
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Anónimo a 12 de Julho de 2005 às 02:35
adianta-te um grosso... :)
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 12 de Julho de 2005 às 02:34
Tocante! tas a melhorar... tá a nascer um Jorge Luis Borges em português...Ricardo
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 11 de Julho de 2005 às 18:18
Dass!! até me assustei de repente!! Parecia o Colina do Romeu!!! Fogo!!João da Cal
(http://www.syncope.blogspot.com)
(mailto:joaodacal_syncope@hotmail.com)


Comentar post