No centro do Isolamento
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2004
...
Triste melancolia a do álcool
Bafo de desespero e desencanto
Mas não posso recusar entretando
Pois só ele me desculpa palavras.
Néctar libertador
Que faz tremer qualquer ditador
Fazendo jorrar como vómitos
Modos que não queríamos nossos


publicado por V. Pimenta às 16:14
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 30 de Janeiro de 2004 às 22:02
Surpreendente!
Absolutamente fantástico!
Arrasador, o poema e a borracheira...LiliCroft
</a>
(mailto:lilicroft@hotmail.com)


Comentar post