No centro do Isolamento
Terça-feira, 18 de Maio de 2004
Eu?
Não sei se mereço sequer escrever
Tão forte e tão pouco digno de mim
É falar de ti.

Nem tão forte e absurdo o ego que trago
Me segura a alma no sossego
E ameaço-te com o medo
De desaparecer por algum tempo

Se és quem julgo que sejas
Não sei que adio...
Mas também não sei como dizer
Aquilo que nem eu sei se quero.

Eu e só eu...
Só me apetece que morra o eu que a mim me estorva.



publicado por V. Pimenta às 16:35
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Anónimo a 19 de Maio de 2004 às 21:16
mto sentimental e bonito...como t entendo(alg dizia k as coisas +inspiradas s qd estamos tristemente afectados).abraçoJoão Rodrigues
(http://teoriazero.blogspot.com)
(mailto:agaethis@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Maio de 2004 às 16:37
Muito forte... :D
So o ultimo verso cuidado...O Tigre
(http://tigrepapao.blogspot.com)
(mailto:)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Foz

momentâneos

Turvo

Turbilhão de nada

iguarias

A QUÍMICA E A FÍSICA DOS ...

Efémera

Excertos

Sentenças...

...

arquivos

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Novembro 2004

Outubro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds