No centro do Isolamento
Sábado, 26 de Junho de 2004
Sombras no futuro
O resto do tempo é um incógnita certeza para mim
Não sei se me espera um contínuo de felicidade
Não sei se desapareço, se permaneço
Seguro e arrogante,
Se me degenero e desaparece
O menino prodígio que sobre os meus ossos floresce.

E escrevo para exorcizar o negativismo que esquenta
Debaixo da minha pele de alegre
A corrosão da minha atordoada existência.

Um ou outro.
Um de mim estará longe
E vai-me secar o corpo e a mente...

Uma carcaça que ali se desvanece
O fim de um trilho, o herói que apodrece...


publicado por V. Pimenta às 14:54
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De Anónimo a 28 de Junho de 2004 às 14:59
Tanto sentimento... nem sei mais o k dizer...!
Valeu a pena esperar... ainda bem k voltast!Teresa
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 27 de Junho de 2004 às 14:13
La tás tu... tá tudo nas tuas mãos. só dependes de ti! e vais conseguir tenho a certeza! quanto ao resto olha vai vivendo um dia de cada vez...

ah! mais vale um menino prodigio a florescer sobre os teus ossos, do q a osteoporose..Joao da Cal
</a>
(mailto:)


Comentar post