No centro do Isolamento
Sábado, 10 de Julho de 2004
Sobre mim
Um amor entre o sóbrio e a loucura
Faz e justifica o percurso sinuoso da minha vida.
Largo em palavras as imagens que construo em minha mente.
O inconstante que me faz diferente,
O insane poder da minha malograda sobrevivência
Que a tantos, e a mim, perturba.


publicado por V. Pimenta às 20:33
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Anónimo a 17 de Julho de 2004 às 13:39
A curiosidade é simples de ser satisfeita. não sou propriamente uma pessoa inacessivelpi_menta
</a>
(mailto:)


De Anónimo a 14 de Julho de 2004 às 21:51
O amor não justifica nem metade do que tu fazes..
João da Cal
(http://www.syncope.blogspot.com)
(mailto:)


De Anónimo a 12 de Julho de 2004 às 00:15
Nunca sei o k dizer... Leio os teus poemas sempre mais do que uma vez mas é sempre como s nunca os tivesse visto... sinto sempre algo d novo. Adoro ler um novo poema e acha-lo brilhante. Deixas-m curiosa...
</a>
(mailto:)


Comentar post